Cirurgia de Catarata

Atualmente a cirurgia é realizada em qualquer tipo de catarata, independente do seu grau de comprometimento da visão. É um procedimento que dura por volta de 30 minutos, mas que apesar de rápido é também delicado. Cirurgia é o único tratamento para catarata. Não há medicamento, vitaminas, colírios ou exercícios que façam a catarata desaparecer.

Causas

As principais causas do surgimento da catarata são:

Idade, é a causa mais frequente da doença;
Consequência da diabetes;
Consequência do uso indiscriminado e sem orientação médica, de colírios com corticosteroides;
Traumatismos oculares;
Radiação;
Infecções nos olhos;
Uveítes.

Ainda tem dúvidas?

Envie suas perguntas para o
Dr. Vin Pereira

Solicite uma ligação

Assim que recebermos
seu contato, ligaremos
para você

{{data = '<h5><b>Sintomas</b></h5><p>Principais sintomas da catarata:</p><p>Visão embaçada;<br/> Necessidade de mais luz para enxergar com nitidez;<br/> A leitura fica mais difícil.</p><p><b>Grupo de risco</b></p><p>Pessoas com mais de 40 anos.</p><p><img class=\"ta-insert-video\" src=\"https://img.youtube.com/vi/_ENJVTqMGSA/hqdefault.jpg\" ta-insert-video=\"https://www.youtube.com/embed/_ENJVTqMGSA\" contenteditable=\"false\" allowfullscreen=\"true\" frameborder=\"0\" style=\"height: 529px;width: 933px;\"/>​</p><p><br/></p><h5><b>As técnicas mais utilizadas são:</b></h5><h5><b>Extra Capsular</b></h5><p>Consiste em incisão no globo ocular de aproximadamente 10mm, retirando a catarata por completo.</p><h5><b>Facoemulsificação</b></h5><p>É uma cirurgia com incisões menores de 3,5mm, que consiste na introdução de uma espécie de cânula no globo ocular, ligada a um equipamento ultra-sônico, que aspira e emulsifica (dilui) a catarata, permitindo uma recuperação mais rápida. A escolha de uma ou outra técnica dependerá de cada caso. Ambas são realizadas sob anestesia local, com implante posterior de uma lente intra-ocular.</p><p>Hoje não é mais necessário aguardar a catarata “amadurecer”. A decisão da cirurgia deverá ser tomada em conjunto com o seu oftalmologista, quando a visão estiver borrada o suficiente para dificultar as atividades da vida diária, isto é, ver televisão, trabalhar, dirigir com segurança, andar pela rua etc. é necessário que se faça a cirurgia.</p><p>Após o diagnóstico e a decisão pela cirurgia, será realizada a Biometria Ultra-sônica, onde teremos os dados para o cálculo adequado do grau da lente intra-ocular a ser implantada após a retirada do cristalino, para evitar o uso de óculos após a cirurgia.</p><h5><b>Processo de remoção da catarata</b></h5><p>É necessária a aplicação de alguns colírios no dia anterior à cirurgia;<br/> As incisões são auto selantes e se fecham sem necessidade de pontos;<br/> Durante a cirurgia o paciente não sentirá dor, nem verá o que está sendo feito pelo cirurgião;<br/> Muito provavelmente haverá necessidade do uso e óculos para leitura de perto.</p><h5><b> Pós-operatório de cirurgia de catarata</b></h5><p>Evitar esforços físicos como carregar peso ou praticar esportes por 30 dias.<br/> Não esfregar;<br/> Não coçar;<br/> Não usar maquiagem;<br/> Não dormir sobre o olho operado nos primeiros dias pós-operatorio;<br/> Não cozinhar, limpar a casa, lavar roupa e nem estender roupa durante 15 dias.<br/> Usar o tampão de acrílico no olho operado por 5 noites na hora de dormir.<br/> Toda vez que sair de casa usar óculos escuros com proteção.<br/> Usar os colírios nos horários recomendados conforme receita médica, colocando uma gota de cada vez, com intervalo de 10 minutos quando coincidir horário de mais colírios.<br/> Não faltar aos retornos agendados.</p>';''}}
Solicite uma ligação

Assim que recebermos
seu contato, ligaremos
para você

Dúvidas Frequentes
Provavelmente sim, pois à medida que a expectativa de vida da população aumenta a probabilidade de desenvolver catarata é maior.
Não. Entretanto, meses ou anos após a cirurgia pode ocorrer uma opacificação da cápsula posterior, localizada atrás da lente intraocular, sendo tratado com aplicação do yag laser na clínica, não necessitando internamento.
O pós operatório da cirurgia de catarata é bem tranquilo. Não fica internado, não precisa fazer dieta especial, não precisa evitar ler ou assistir jornal. Só terá que usar colírios prescritos de forma correta e evitar coçar os olhos.
Isso é coisa do passado. Graças aos avanços da medicina, que tornaram o procedimento muito mais seguro aos pacientes, a cirurgia de catarata é indicada sempre que a doença interferir nas atividades diárias de qualquer pessoa.
Provavelmente sim, pois à medida que a expectativa de vida da população aumenta a probabilidade de desenvolver catarata é maior.
Suas causas englobam diversos fatores, estando associada à nutrição, diabetes, infecções, traumatismos, envelhecimento entre outros.
A única forma de se tratar a catarata é através da cirurgia. A cirurgia é realizada com anestesia local com acompanhamento do anestesista, que controla os sinais vitais do paciente.
Catarata é a opacificação do cristalino, que é a lente natural existente no globo ocular, responsável pela focalização da visão para longe e para perto. Com a idade, geralmente dos 40 anos, pode ocorrer um processo de opacificação dessa lente (o cristalino) que leva a diminuição progressiva da visão. A rapidez dessa evolução varia de pessoa para pessoa e até mesmo de um olho para o outro.
São as cataratas que aparecem ao nascimento e são causadas devido a problemas durante a gestação, como infecções intra-uterinas (rubéola, sarampo, sífilis) ou genéticas (transmitida de pais para filhos). Muitas vezes as cataratas congênitas não são descobertas logo ao nascimento, a não ser que seja realizado um exame ocular precoce. A cirurgia nestes casos deve ser realizada o quanto antes, a fim de permitir recuperação da função visual.
Nem todas as cataratas prejudicam a visão ou afetam a vida diária. Para aquelas que o fazem, os sintomas comuns incluem: Visão nublada, confusa ou nebulosa Visão com brilho de lâmpadas ou do sol Dificuldade de dirigir à noite devido ao brilho dos faróis Mudanças frequentes na prescrição de óculos Visão dupla Melhoria da visão de perto que, em seguida, fica pior Dificuldade em fazer as atividades diárias por causa de problemas de visão.
Nesses casos é comum o aparecimento da catarata em ambos os olhos, porém normalmente em estágios diferentes de evolução. O tratamento é eminentemente cirúrgico, porém a época de sua realização dependerá da acuidade visual, bem como da avaliação do oftalmologista.

Agende agora mesmo um horário com o Dr. Vinícius Pereira


Cuide da sua visão e veja a Vida de forma Diferente! Prevenir é a melhor solução contra Imprevistos!