Doença Ceratocone

saiba um pouco a respeito


O Ceratocone é uma condição em que ocorre um afinamento progressivo da córnea acompanhado de aumento da sua curvatura. A área central da córnea fica mais fina e a pressão interna do olho, atuando sobre esta área de menor resistência, faz com que ela fique excessivamente curva, adquirindo a forma de cone.

O ceratocone geralmente surge na adolescência, podendo manter-se estável ou progredir, sendo capaz de comprometer severamente a visão, mas raramente leva a cegueira.

Quais as causas do ceratocone?

Apesar de desconhecidas, algumas hipóteses são consideradas. Uma delas propõe que o ceratocone surge em decorrência de fatores genéticos.

Dentre outras possibilidades consideradas, o ceratocone pode ser uma condição degenerativa, ou uma condição secundária a outras doenças, como a síndrome de Down e alergias. Alguns estudos apontam que a exposição à radiação ultravioleta poderia estar ligada ao aparecimento do ceratocone.

Como é feito o diagnóstico?

O oftalmologista faz o diagnóstico do ceratocone pelo histórico do paciente e exames complementares da córnea. Para o paciente, a primeira indicação da doença é a piora da visão, a qual pode apresentar-se borrada, com as imagens distorcidas.

O portador de ceratocone pode ainda apresentar visão dupla (diplopia), a visão de várias imagens do mesmo objeto, percepção de halos em volta das luzes e sensibilidade exagerada à luz (fotofobia). Frequentemente, também há a queixa de muita coceira nos olhos.

Procedimentos Cirúrgicos

Anel intracorneal:

 Trata-se de um anel de acrílico implantado na córnea com o objetivo de alterar sua forma, melhorando sua qualidade óptica e a visão obtida com óculos ou lentes de contato.

O procedimento, que pode ser realizado sob anestesia local, é rápido e seguro e pode ser realizado por laser. 


Crosslinking:

 Neste procedimento, a córnea é embebida numa substância chamada riboflavina e a seguir exposta por um determinado tempo a radiação ultravioleta. A riboflavina torna a córnea mais sensível à radiação ultravioleta. O objetivo do crosslinking é impedir a progressão do ceratocone. Os estudos mostram que este resultado é obtido em mais de 90% dos pacientes submetidos a este procedimento.

Transplante de córnea:

 É realizado nos portadores de ceratocone severo ou avançado, que não toleram lente de contato ou nos quais já não é possível sua adaptação. Este transplante apresenta grande índice de sucesso, sobretudo após o surgimento dos transplantes lamelares guiados pelo laser. Apresenta baixa taxa de rejeição.

Conclusão

 O Ceratocone é uma doença cujas causas ainda não são totalmente conhecidas. Diversas opções de tratamento estão disponíveis. A avaliação e o acompanhamento oftalmológico são necessários para que o médico possa orientar a conduta e o tratamento adequados, com o objetivo de manter a melhor qualidade de visão para o paciente.

Agende agora mesmo um horário com o Dr. Vinícius Pereira


Cuide da sua visão e veja a Vida de forma Diferente! Prevenir é a melhor solução contra Imprevistos!